Escola de samba Acadêmicos do Salgueiro mata 48 animais em ensaio técnico em plena Sapucaí

Ajude a convencer a escola a não repetir isso no carnaval.



ATUALIZAÇÃO EM 29/01/2016 ÀS 22h13: Acadêmicos do Salgueiro se desculpa e diz que não haverá animais em seu desfile no carnaval (leia aqui).

ATUALIZAÇÃO EM 29/01/2016 ÀS 17h01: acrescentamos no fim da matéria o vídeo do momento de soltura dos pombos. As imagens foram captadas por uma pessoa que estava na arquibancada. É possível ver que funcionários da escola, em um caminhão, tiravam os animais de uma espécie de sacola e os jogavam para cima.


Em uma ação mal planejada, a Acadêmicos do Salgueiro matou pelo menos 48 pombos em seu ensaio técnico de preparação para o carnaval.

A escola soltou dezenas de aves no meio de toda a poluição sonora do sambódromo na expectativa de que elas voassem. Mas a maioria ficou desorientada e caiu no chão. Algumas foram pisoteadas pelos membros da escola que desfilavam.

Ainda que elas tivessem voado, morreriam de fome em pouco tempo porque foram criadas em cativeiro, compradas para isso. Para fazer a soltura de aves é preciso um estudo complexo do ambiente adequado e da espécie, exatamente o oposto do que a escola fez.

A ONG SOS Aves e Cia chegou a recolher 68 animais na Sapucaí, mas apenas 20 sobreviveram e estão sob os cuidados da ONG. Os que sobreviveram estão bastante debilitados, com risco de morte em alguns casos.

Os voluntários da SOS Aves e Cia prometem notificar a escola nesta sexta-feira (29) com base na lei 9.605, que tipifica como crime o abandono de animais. Em entrevista à Rádio CBN (ouça aqui), o presidente da ONG se mostrou revoltado com a situação. “Infelizmente, o Salgueiro cometeu um crime ambiental em pleno sambódromo e na frente de todo mundo.” – disse Paulo Maia.

A preocupação maior agora é que a escola repita o crime no dia de seu desfile oficial, no carnaval. Se eles fizeram isso no ensaio, é porque pretendem fazer no desfile principal. Por meio do Facebook, uma onda de mensagens pede para que a escola desista de comprar e soltar aves na avenida.

Deixe sua mensagem para a Acadêmicos do Salgueiro, comentando na página oficial deles no Facebook (acesse aqui). Seja educado, afinal, precisamos convencê-los a não matar mais animais. É provável que medidas judiciais sejam tomadas, já que trata-se realmente de um crime, e não apenas da opinião de quem gosta de animais.

Procuramos a Acadêmicos do Salgueiro na manhã desta sexta-feira (29) para que algum representante pudesse comentar o caso, mas até o momento do fechamento dessa matéria, não obtivemos resposta. E apesar da polêmica em sua página no Facebook, até o momento a escola preferiu o silêncio.

Assista ao vídeo | Youtube


Ir para a capa do Vista-se (clique aqui).

Publicidade:

Outras notícias recentes

Fabricante do sabonete Phebo tem parte vendida para empresa acusada de testar em animais

A compradora Puig nega testar em animais, mas vende na China e está na lista da PETA.

Educadores formados pela USP levam veganismo à periferia com barraca de comida a baixo custo

Comida e conhecimento nas ruas do Campo Limpo, em São Paulo.


Melissa lança vídeo e selo para mostrar que seus calçados não têm nada de origem animal

Na campanha, vacas pedem para os seres humanos pararem de machucá-las.